sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Tarefas domésticas


Padrão

Tarefas domésticas
Entendo por família uma associação de pessoas que se amam, que vivem sob um mesmo teto e que cuidam umas das outras, buscando um bem estar comum. Isto posto, o ambiente em que vivem, deve estar em acordo com aquilo que é considerado bem estar. Para que todos os membros da família estejam bem, nenhum deve estar sobrecarregado e todos devem contribuir das mais diversas formas e da maneira que é evidente que possam, levando em consideração a idade, principalmente.
Quando nossos filhos são pequenos são como esponjas que absorvem rapidamente tudo aquilo que veem. Se queremos que sejam minimamente cooperativos, devemos também ter este tipo de comportamento. Uma maneira de começar a ensiná-los desde pequenininhos, é fazer com que junto conosco, por exemplo, guardem os brinquedos, depois que não mais querem com eles brincar. Acabou determinada brincadeira, brinquedo guardado. Quem cuida da criança deve ajudar e lembra-la sempre desta conduta. É simples e não sobrecarrega com o peso de guardar tudo no final, quando já a criança está cansada e vai achar isto uma punição por ter brincado.
Esta conduta, com o passar dos anos, vai ser estendida ao seu quarto e a pequenas tarefas em casa.
Se na casa não tem colaboradores (empregada, faxineira, passadeira, etc), tarefas bem definidas ajudam a evitar conflitos entre os filhos.
Lembrem-se, todos devem contribuir. Pais e filhos. Ninguém é empregado de ninguém. A família é um consórcio onde teoricamente todo mundo se quer bem e deve contribuir para o bem estar geral.
Ana Margarida Jabali Marques
Cirurgiã-dentista – odontopediatra
FORP – USP – 1982 – Ribeirão Preto – SP